Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility

Oficina analisa os manifestos artísticos do início do século 20

17 DE agosto DE 2022
Crédito: Thales Estefani

Entre os dias 9 e 30 de agosto, os participantes da oficina Estudo do Manifesto de Vanguarda vão analisar os textos de manifestos desde sua origem política até chegar aos movimentos literários e artísticos do século 20. As aulas ministradas pelo professor de Literatura e Teoria Literária da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), Marcelo Moreschi, propõe uma reflexão histórica e teórica sobre o gênero, a partir de sua origem no campo política radical e apropriação pela arte até chegar ao uso (ou recusa) do estilo pelo movimento modernista. Além disso, durante os encontros, os alunos participam de uma oficina de escrita de manifestos.

O texto de manifesto não é um ensaio, é um texto revolucionário que invoca mudanças, mostra insatisfações e é, muitas vezes, polêmico. “Nas artes, o manifesto tem a função de marcar o início de um novo movimento, é uma espécie de fundação de uma corrente em rompimento com o estilo anterior. Ma sé importante ressaltar que ali o sujeito ainda não está constituído, a assinatura só vem depois, com a adesão dos artistas à nova proposta”, explica o professor.

Na primeira aula, os participantes analisam o Manifesto Utópico-Ecológico em Defesa da Poesia & do Delírio, do poeta Roberto Piva. O segundo encontro, apresenta a invenção do manifesto moderno, com leitura e discussão do “Manifesto do Partido Comunista”, de Marx e Engels. O terceiro dia é reservado para apresentar a apropriação do manifesto nas artes, com a leitura do “Manifesto Futurista”, de F.T. Marinetti, e do Manifesto Dadaísta, que inaugura o movimento Dadá, escrito por Hugo Ball. No encerramento da oficina, os alunos discutem o filme Manifesto, de Julian Rosefeldt, de 2017, além da leitura e discussão de manifestos da vanguarda portuguesa e brasileira.

A oficina Estudo do Manifesto de Vanguarda é realizada em parceria com a Unifesp e integra o projeto Literatura Brasileira no XXI.

 

  

 

Cadastre-se e receba nossa newsletter
Governo do Estado de SP

Política de Privacidade

Este site é mantido e operado pela Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL).

Nós coletamos e utilizamos alguns dados pessoais que pertencem àqueles que utilizam nosso site. Ao fazê-lo, agimos na qualidade de controlador desses dados e estamos sujeitos às disposições da Lei Federal n. 13.709/2018 (Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD).

Cookies
Cookies são pequenos arquivos de texto baixados automaticamente em seu dispositivo quando você acessa e navega por um site. Eles servem, basicamente, para que seja possível identificar dispositivos, atividades e preferências de usuários, otimizando a experiência no site. Os cookies não permitem que qualquer arquivo ou informação sejam extraídos do disco rígido do usuário, não sendo possível, ainda, que, por meio deles, se tenha acesso a informações pessoais que não tenham partido do usuário ou da forma como utiliza os recursos do site.

a. Cookies de terceiros
Alguns de nossos parceiros podem configurar cookies nos dispositivos dos usuários que acessam nosso site.
Estes cookies, em geral, visam possibilitar que nossos parceiros possam oferecer seu conteúdo e seus serviços ao usuário que acessa nosso site de forma personalizada, por meio da obtenção de dados de navegação extraídos a partir de sua interação com o site.
O usuário poderá obter mais informações sobre os cookies de terceiros e sobre a forma como os dados obtidos a partir dele são tratados, além de ter acesso à descrição dos cookies utilizados e de suas características, acessando o seguinte link:
https://developers.google.com/analytics/devguides/collection/analyticsjs/cookie-usage?hl=pt-br
https://policies.google.com/privacy?hl=pt-BR
As entidades encarregadas da coleta dos cookies poderão ceder as informações obtidas a terceiros.

b. Gestão de cookies
O usuário poderá se opor ao registro de cookies pelo site, bastando que desative esta opção no seu próprio navegador. Mais informações sobre como fazer isso em alguns dos principais navegadores utilizados hoje podem ser acessadas a partir dos seguintes links:
Internet Explorer:
https://support.microsoft.com/pt-br/help/17442/windows-internet-explorer-delete-manage-cookies

Safari:
https://support.apple.com/pt-br/guide/safari/sfri11471/mac

Google Chrome:
https://support.google.com/chrome/answer/95647?hl=pt-BR&hlrm=pt

Mozila Firefox:
https://support.mozilla.org/pt-BR/kb/ative-e-desative-os-cookies-que-os-sites-usam

Opera:
https://www.opera.com/help/tutorials/security/privacy/

A desativação dos cookies, no entanto, pode afetar a disponibilidade de algumas ferramentas e funcionalidades do site, comprometendo seu correto e esperado funcionamento. Outra consequência possível é remoção das preferências do usuário que eventualmente tiverem sido salvas, prejudicando sua experiência.