Please ensure Javascript is enabled for purposes of website accessibility
/ governosp

De leitora a escritora

29 DE setembro DE 2022
Crédito: Equipe SP Leituras

O programa Segundas Intenções recebeu, no dia 24 de setembro, a escritora e tradutora Lúcia Bettencourt. No bate-papo mediado pelo jornalista Manuel da Costa Pinto, a autora contou como foram os passos iniciais de sua carreira e a inspiração nos clássicos da literatura para construir o enredo e personagens de seus livros. Por eles passeiam nomes como Jorge Luis Borges, Franz Kafka, Marcel Proust, Machado de Assis, Graciliano Ramos, Arthur Rimbaud, Dante Alighieri, entre outros.

Leitora voraz na infância, Lúcia consumia tudo o que encontrava pela frente, desde títulos permitidos para sua idade até outros mais apimentados, como os Contos das Mil e Uma Noites, que logo eram sorrateiramente confiscados por seus pais. “Na hora de decidir por minha formação não poderia fazer outra coisa não fosse um curso de letras”, diz. Seu mestrado e doutorado também foram na mesma área.

A escrita também esteve presente ao longo de sua vida. Dos textos de diário e das histórias em quadrinhos para conquistar amigos na escola até os poemas escritos na faculdade foi um longo trajeto. Mas a vasta produção sempre ia parar em gavetas ou locais perdidos pela casa. A vontade de ser escritora era inata, porém faltava coragem para seguir na profissão. A timidez a fazia procurar emprego para a área nos classificados de jornal. “E não é que um dia apareceu um anúncio da Ediouro para escrever aqueles romances de banca de jornal. Eu comecei a minha carreira ali”, comenta.

Seu primeiro livro, A Secretária de Borges (Record, 2006), ganhou o prêmio SESC na categoria contos. “Me inscrevi no prêmio por acaso porque eu não guardo com cuidado as minhas produções e quando vi o comunicado sobre as inscrições não tinha nada organizado para participar”, conta. O mesmo não acontecia com o seu marido, que a presenteou com uma caixa repleta de contos feitos por ela mesma. A notícia sobre a premiação chegou em um momento ruim. Lúcia vivia o luto pela perda do marido, mas a tristeza serviu de inspiração e coragem para lançar-se em outras produções, como os livros Linha de Sombra (Record, 2008), O Amor Acontece (Record, 2011) e até algumas obras infantojuvenis.

A entrevista completa com a escritora pode ser vista no
Facebook da BVL. Veja abaixo os livros disponíveis para empréstimo no nosso acervo. No dia 15 de outubro, a BVL recebe o escritor Tarso de Melo. Não perca!

 

Acervo físico: