Sarau Afrobase enche o deck da BVL de música, dança e poesia

0

Quem passou pela BVL na tarde de domingo, 22 de setembro, percebeu movimentação diferente no deck. Música, dança e poesia tomaram conta do espaço com as performances promovidas pelo Sarau Afrobase. Textos e canções de autores conhecidos, altamente pessoais ou improvisados encantaram a plateia, que também se entusiasmou e entrou na “festa”, fazendo o refrão, cantando junto, dançando ou apenas acompanhando com palmas.

Quem já conhecia o pessoal do Afrobase veio prestigiar e participar como o DJ Pepeu, AfroJu, LH, o professor de dança Thiago, Pedro, Vini, Manuela, João Nascimento e o pessoal da Cia. Treme Terra, entre outros. E quem ainda não, como Cíntia, também aproveitou para experimentar. Cíntia, que mora perto do Parque Villa-Lobos e é frequentadora da BVL, estava passeando pela biblioteca quando soube do sarau, tomou coragem e decidiu ler um poema. Depois, mais um. E costuma ser mesmo assim quando o sarau começa, como salientaram os organizadores logo no início da atividade: as pessoas chegam tímidas e vão compreendendo que aquele é um lugar democrático de liberdade e criatividade.

Quem passou pelo deck ouviu rap, hip hop, poesia, várias canções (duas até em espanhol) e divertiu-se! O Sarau Afrobase promoveu não só momentos de entretenimento, mas também de reflexão, além de demonstrar que há espaço para todos e para todas as formas de expressão. O Afrobase nasceu como espaço de troca artística e cultural e acontece toda a primeira quarta-feira do mês na comunidade do Pinheirinho, na zona Oeste da capital paulista.

Confira a galeria de imagens:

 

 

 

Compartilhe

Deixe um Comentário