Enfrentamento do preconceito dá o tom ao Clube de Leitura

0

Atividade mensal da BVL, o Clube de Leitura promoveu, na sexta-feira, 30 de novembro, o penúltimo encontro do ano. O centro do debate foi “Estrelas além do tempo”, de Margot Lee Shetterly, que trata dos desafios de um grupo de mulheres negras ao participar de importante equipe da NASA, durante o auge da corrida especial. O preconceito enfrentado por essas moças é sublinhado no enredo. As personagens realizam cálculos matemáticos e fazem parte de grupos dominados por homens brancos, na história.

O livro serviu de base para traçar paralelos entre a situação dos negros no Brasil e nos Estados Unidos. Os participantes do Clube ressaltaram e debateram questões como preconceito, obstinação e oportunidade. Fatos históricos e fotos da época, reunidos por Michele Rocha Chaves, Márcia Cezário da Silva e Alan Viana, da equipe da BVL, contribuíram para a contextualização que é parte sempre presente nos debates do Clube.

A troca de impressões sobre a obra deu lugar também às opiniões sobre as desigualdades sociais, a coragem e o enfrentamento das dificuldades, nas mais variadas situações. E também sobre o longa-metragem, que nasceu do livro, dirigido por Theodore Melfi, com Taraji P. Henson, Octavia Spencer, Janelle Monáe, Kevin Costner, Kirsten Dunst e Jim Parsons, entre outros. O título recebeu três indicações ao Oscar, nas categorias de Melhor Filme, Atriz Coadjuvante (Octavia Spencer) e Roteiro Adaptado.

Os auxiliares de Leitura encerraram o encontro colhendo sugestões para o Clube do ano que vem. Importante lembrar que, ainda em 2018, o último Clube está marcado, na BVL, para o dia 14 de dezembro, das 15h às 17h, sobre o livro “A guerra não tem rosto de mulher”, de Svetlana Aleksiévitch.

 

 

 

Compartilhe

Deixe um Comentário