Confira a programação de junho

0

BVL-bannerweb-Junho

A Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, gerida pela Organização Social SP Leituras (selecionada entre as 100 Melhores ONGs do Brasil), tem junho marcado pela presença do escritor Antonio Prata. Mediado pelo jornalista Manuel da Costa Pinto, o bate-papo está marcado para 8, às 11h. Prata é também roteirista e 13 livros publicados.

Entre os destaques da programação, a música é dica de junho. A atividade chama-se “Música étnica e oriental Yagin Ensemble” e acontece no dia 20, das 14h às 15h30, misturando a instrumentação tradicional do Oriente Médio (Oud, Buzuq, Nay, riqq,derbak e frame-drum) com o violoncelo barroco. O grupo – Banda Yagin Ensemble, que fará a apresentação, é composto por refugiado e brasileiros e integra o Projeto Deslocamento Criativo.

Quem se interessa por astronomia encontra também seu espaço na BVL. A biblioteca conta, em junho, com a palestra “Leonardo Da Vinci e Tycho Brahe: Renascimento da Anatomia à Astronomia”, atividade realizada em parceria com a Unifesp, com Eduardo Henrique Peiruque Kickhöfel e Claudemir Roque Tossato. Marque na agenda: haverá encontros nos dias 8 e 15, das 14h30 às 16h (não sequenciais e independentes).

Quem não abre mão do Clube de Leitura tem, no dia 28, às 15h, encontro marcado. A atividade vai discutir o livro  Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, de Marçal Aquino.

Dica do mês

Já conhece o Leitura ao Pé do Ouvido? Trata-se de um dos programas permanentes da biblioteca. Realizada pela equipe da BSP, a atividade sugere autores, títulos e temas aos frequentadores com objetivo de aproximar o público da leitura e apresentar obras da literatura brasileira e estrangeira. Nesse contexto, o programa visa homenagear escritores, trabalhar efemérides e divulgar obras de autores convidados. Em junho, a sequência de obras será: dia 5, “aquecimento” Segundas Intenções BVL: O inferno atrás da pia, de Antonio Prata; dia 12, Uma história da propaganda brasileira, de Pyr Marcondes; dia 19, Reportagens, de Joe Sacco (referente ao Dia Mundial do Refugiado); e dia 26, Eles eram muitos cavalos, de Luiz Ruffato.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Compartilhe

Deixe um Comentário