Bibliotecas estaduais celebram os 80 anos do escritor Ignácio de Loyola Brandão

0

Para celebrar os 80 anos do escritor Ignácio de Loyola Brandão, as Bibliotecas de São Paulo (BSP) e Parque Villa-Lobos (BVL), instituições da Secretaria da Cultura do Estado, promovem o Clube de Leitura sobre o livro Não verás país nenhum. A ideia é que os participantes leiam o livro e durante o encontro troquem experiências e discutam suas impressões. Na BSP, o programa é realizado na quarta-feira, 27 de julho, enquanto na BVL, o encontro é na sexta-feira, 29. Ambas às 15h e não é necessário se inscrever.

Não verás país nenhum foi lançado em 1981 pela Codecri, a editora do jornal O Pasquim. A história é sobre a cidade de São Paulo em um futuro não muito distante. Nela, o protagonista Souza é um morador de um velho edifício no centro e percebe que tem um furo na mão. Em busca de uma resposta a esse fato inusitado, ele percorre o cenário caótico de uma hipotética metrópole do amanhã.

Esta distopia vislumbra um futuro negro para a humanidade baseado num drama social e ambiental – antecipando inclusive o racionamento de água que parte da população brasileira sofre atualmente. O livro mostra que a Amazônia é um deserto, que as cidades sofrem com a falta de árvores e que não há comida e moradia para todos. E mais, as manifestações contra o governo são reprimidas com violência, existe uma censura de palavras e expressões e os moradores estão divididos em castas. Apesar de o livro ter sido escrito na década de 80, os temas tratados são extremamente atuais: aquecimento global, desigualdade social, a extinção das condições de vida, as relações entre poder e povo, os dramas pessoais, entre outros.

“A literatura é para a gente se livrar dessas coisas, do inexplicável. A vida é cheia de enigmas, de coincidências, de pontos que se ligam e que não se ligam. Muito do que faço hoje é olhar a cidade e escutar as pessoas. E principalmente, revelar o oculto. Acredito que a literatura seja o maior campo de verdade que existe”, afirmou o escritor no Segundas Intenções de março na BVL.

As bibliotecas estaduais oferecem ainda outras atividades, envolvendo outros temas. Mais informações nos sites http://bsp.org.br e https://bvl.org.br.

 

AGENDA

 

CLUBE DE LEITURA

Não verás país nenhum, de Ignácio de Loyola Brandão.

 

Biblioteca de São Paulo

Quarta-feira, 27, das 15 às 17 horas.

Com equipe BSP. Não é necessário inscrição.

 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

Sexta-feira, 29, das 15 às 17horas.

Com equipe BVL. Não é necessário inscrição.

 

 

Biblioteca de São Paulo (BSP)

A BSP foi inaugurada em 8 de fevereiro de 2010. Faz parte do conjunto de iniciativas da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo para incentivar e promover o gosto pela leitura. Localizada no Parque da Juventude, foi concebida para ser um projeto inovador de inclusão social por meio da leitura. Conta com uma programação cultural diária e ações em acessibilidade e serviço social.

 

Serviço:

Local: Biblioteca de São Paulo – Parque da Juventude

Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 2.630

Telefone: (11) 2089-0800

Estação Carandiru do Metrô – Linha Azul

Aberta de terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30 horas.

 

Biblioteca Parque Villa-Lobos

A Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) é um lugar singular. Além de oferecer livros para empréstimo e ambientes para estudo, como toda biblioteca, a BVL é também uma experiência diferente em leitura, lazer, aprendizado e diversão. Ocupando área de quatro mil metros quadrados dentro do Parque Villa-Lobos, zona oeste da capital paulista, a BVL monta, todos os meses, programação cultural diversificada, que reúne atividades de interesse para todos os públicos. Acontecem contação de histórias, mediação de leitura, cursos, oficinas, apresentações teatrais e musicais, exposições, saraus e encontros com escritores.

 

Serviço:

Local: Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL)

Endereço: Avenida Queiróz Filho, 1.205, Alto de Pinheiros.

Telefone: (11) 3024-2500.

Aberta de terça a domingo e feriados, das 9h30 às 18h30 horas.

Compartilhe

Deixe um Comentário

dois × um =