Todo dia é de ler, brincar, aprender e muito mais na BVL

0

Crianças, pais, mães, avós, tios, padrinhos, primos, amigos, irmãos… A BVL tem recebido visitantes em profusão nos finais de semana. Que bom! E fica, aqui, a dica para o próximo. E todos os outros.

No feriado de 12 de outubro, quando comemoramos o Dia da Criança e o Dia da Leitura, não foi diferente. Nem deveria ser. O dia de festa rendeu muitas atividades e atraiu pessoas de todas as idades que já conheciam e que nunca haviam entrado na biblioteca. Certamente, foi uma experiência surpreendente para todos.

Helena, de 2 anos, e Gabriel, de 4, vieram com os pais Beatriz e Marco, do bairro de Perdizes, também na zona Oeste da capital paulista. E, apesar da pouca distância, não é sempre que encontram tempo para estar por aqui. No Dia das Crianças, a família pensou em algo para fazer e que fosse prazeroso para todos. E encontrou, na BVL, a resposta que precisava.

Helena e Gabriel, logo pela manhã, encantaram-se com a oficina Jardim de Leitores, que preparava dobraduras para marcar, com arte, a nossa chegada simbólica ao marco de 1 milhão de visitantes. A atividade, comandada pelos artistas Renata Moura e Cláudio Fersan, resultou em uma obra colaborativa cheia de cores e texturas.

O mesmo aconteceu com Ricardo, de 6 anos, que veio com a mãe Thaís, de Pirituba, também na zona Oeste. Os dois iam viajar no feriado emendado com o final de semana, mas um imprevisto acabou alterando os planos. O “plano B” da dupla, como diz Thaís, foi mais do que bem-vindo. Ricardo, feliz, com a ideia de passar o dia na BVL, aproveitou a oficina de dobraduras e contribuiu com muitas peças na oficina.

Mas não foram só os pequenos que ajudaram Renata e Cláudio. As jovens Joana, Laís, Aline e Tamires, amigas de longa data e vindas de diferentes partes da cidade, passeavam pela biblioteca e também decidiram ajudar na construção do Jardim de Leitores.

Confira a galeria de imagens.

 

 

 

 

Compartilhe

Deixe um Comentário