Stela Barbieri e Fernando Vilela falam sobre a produção literária para os pequenos

0

O programa Segundas Intenções fez referência, na manhã do primeiro sábado de outubro, ao Dia das Crianças e ao Dia do Livro, comemorados este mês. O encontro, mediado pelo jornalista Manuel da Costa Pinto, recebeu os educadores Stela Barbieri e Fernando Vilela, autores de diversos livros para o público infanto-juvenil. Eles são casados e, em geral, nas obras da dupla, Stela escreve e Fernando ilustra como em “A menina do fio”. No livro de estreia assinado por ambos, em 2006, conta-se a história de uma menina que nasce com um fio no meio da cabeça que é diferente de todos os outros.

A ilustração

O bate-papo tratou desse compartilhar de talentos entre os dois e da construção tanto do texto quanto das ilustrações em livros para os pequenos.  Para as ilustrações, as linguagens que Fernando busca trabalhar são diversas e resultam na sensação, para o leitor, de que trata-se de uma obra de arte gráfica, ao final. A narrativa e as imagens, contam os dois, vão sendo construídas e desconstruídas, a quatro mãos até que chegue o momento da edição. O casal lembra, porém, que o livro vai além do conteúdo e, como ressalta Stela, antes que o “objeto” nasça, há todo um trabalho de equipe, que inclui ainda, além dos dois, o designer gráfico e o editor.

A origem

E onde surgem todas essas ideias para as obras? Em geral, em viagens. Stela, que é também contadora de histórias, e Fernando são observadores natos e ouvintes apaixonados por histórias de outras pessoas. Os dois revelam que muitos dos livros nasceram de experiências vividas, durante passeios em família ou do casal, de inspirações em outras culturas e até de releituras de clássicos contos ou personagens. O contato constante dos dois com crianças dá-se, entre outras atividades, graças à programação do Binah Espaço de Arte, ateliê que mantém na Vila Romana, na capital paulista, e é considerado um lugar de invenção e encontro em arte, educação, literatura, música e outras linguagens.

O digital

Entre outros temas abordados durante o encontro, Stela e Fernando falaram sobre o fenômeno da digitalização dos livros e como as obras infanto-juvenis se encaixam nesse contexto. O casal deixou claro que ainda há muito o que caminhar nesse sentido e que o que se costuma ver hoje é a transposição dos livros para outros suportes, sem que se avalie profundamente narrativa e  linguagem. Na opinião dos dois, há muito o que se estudar e pesquisar nesse campo. Antenados com o tema, o casal tem estado atento e destaca experiência vivida recentemente durante  eira internacional. Para saber como foi e muito mais, acesse o Segundas Intenções de Stela e Fernando, transmitido ao vivo pelo espaço da BVL no Facebook. Você confere os encontros com outros escritores na Oca no nosso canal do Youtube.

Sites

Stela Barbieri: http://stelabarbieri.com.br/

Fernando Vilela: http://www.fernandovilela.com.br/

Confira a galeria de imagens:

 

 

 

 

Compartilhe

Deixe um Comentário