/ governosp

Sombras de reis barbudos (José J. Veiga)

0

capa_sombras_de_reis_barbudosUma cidade que recebe de braços abertos uma empresa que impõe a tirania em prol do bem comum é o mote deste romance que está mais atual do que nunca. Publicado pela primeira vez em 1972, Sombras de reis barbudos foi tido como alegoria do regime militar brasileiro, ao contar a história de uma cidade que recebe a Companhia Melhoramentos de Taitara, símbolo da modernidade. Aos poucos, porém, a empresa impõe uma rotina tirânica aos moradores. Décadas depois de sua estreia literária, os críticos de José J. Veiga lançam nova luz à obra do autor, ampliando seu alcance. Embora tenham influência do realismo mágico, seus livros não se encaixam nessa vertente; exploram o universo infantojuvenil, mas vão além do romance de formação. O leitor pode agora atestar por si só por que José J. Veiga é considerado um dos melhores autores brasileiros do século XX.

Compartilhe

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC