/ governosp

Seja solidário: participe de nossa campanha de doação de máscaras!

0

A empatia e a solidariedade, principalmente no enfrentamento da pandemia, têm movido pessoas e empresas para que todos permaneçam bem e protegidos. As máscaras descartáveis são peças ainda mais fundamentais neste momento, quando estamos nos preparando para, em breve, reabrir as portas. Nossa atenção, em especial, então, se volta para aqueles que não têm condições de adquirir estes itens, como as pessoas em situação de vulnerabilidade social que vivem no entorno da Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) e Biblioteca de São Paulo (BSP), equipamentos da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, geridos pela Organização Social SP Leituras. E, visando assegurar nossa missão (promover o direito ao acesso à cultura, à leitura e à literatura para o maior número possível de pessoas), estamos recebendo doações de máscaras descartáveis.

Vamos, juntos, garantir que as populações possam continuar usufruindo dos nossos serviços e frequentando com segurança os dois espaços, que são de todos! Para participar é bem simples: você pode fazer sua doação em máscaras descartáveis (veja o modelo abaixo) ou, se preferir, realizar um depósito na conta da SP Leituras. Confira, a seguir, cada um dos meios:

Como doar em dinheiro: efetue um depósito bancário na conta e envie o comprovante para o e-mail financeiro@spleituras.org: SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura / CNPJ 12.480.948/0001-70 / Banco do Brasil / Agência 6998-1 / Conta corrente 13895-9.

Doe máscaras: máscara descartável dupla com elástico, tamanho único, com clipe nasal, fabricada em não tecido com duas camadas sobrepostas, sendo de “S” (spunbonded). E o endereço de entrega é Rua Faustolo, 576, Água Branca, São Paulo (SP), com recebimento destas peças sempre às terças-feiras, das 10h às 14h.

Quem será beneficiado com este material?

Entre os frequentadores das bibliotecas, há muitos em situação de vulnerabilidade social. “São pessoas que sofrem todo tipo de preconceito e não possuem as condições básicas para a sobrevivência. São os chamados ‘invisíveis sociais': você vê nas ruas, mas não os enxerga”, conta Maria Eulália Borges, coordenadora do Serviço Social da SP Leituras. Nas bibliotecas, todos são vistos e reconhecidos como cidadãos!

Eulália ressalta que “esta população é a que mais sofre com as epidemias, com o frio”. E, como usar máscaras é importante para que possamos nos prevenir da contaminação, vem dela o recado: “a doação é muito necessária para que as bibliotecas continuem sendo espaços de inclusão, onde todas as pessoas são vistas e tratadas como seres humanos, iguais.”

Vale lembrar que o trabalho do Serviço Social não parou com a pandemia e encontros online têm sido realizados em centro de acolhimento, próximo da Biblioteca de São Paulo. Quer saber como são? Confira matéria, clicando aqui.

E lembre-se: a campanha de doação de máscaras também pode ser acessada pelo link: https://spleituras.org.br/doe-mascaras/. Junte-se a nós! Você é elo importante desta corrente de solidariedade!

Compartilhe

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC
Doe Máscaras