Quem quer saber mais sobre cordel encontra curso na BVL

0

O curso O Cordel Brasileiro – Tradição, Diálogos e Atuação teve início no dia 9 de outubro na BVL e vai até 23 de outubro, com encontros sempre às quartas e sextas-feiras, das 14h às 18h. As aulas são comandadas por Aderaldo Luciano dos Santos, que é doutor e mestre em Ciência da Literatura pela UFRJ, poeta, escritor e músico.

No auditório, Sílvia, que é professora aposentada, não perdia um detalhe das explicações sobre como identificar um cordel, as origens do ritmo e dos versos. Para ela, esta é uma oportunidade não só de se aprofundar no tema, mas também de conhecer as várias formas de utilização do cordel nas narrativas. Sílvia tem projetos de criação literária e teatral, que estão em fase de formatação. Para ela, tudo isso que aprende nas aulas pode ajudar nessa empreitada.

E há muito mesmo a compreender, como demonstrou Aderaldo. Logo no início das atividades, ele apresentou os primeiros representantes do cordel, como Leandro Gomes de Barros e sua obra “O cachorro dos mortos”. Considerada patrimônio cultural imaterial brasileiro, esta produção poética de baixo custo que surgiu no Brasil, entre o final do século XIX e início do século XX rendeu até leituras apaixonadas no auditório. “A flor do maracujá”, de Fagundes Varela, foi lida e relida com a marcação das sextilhas e com a respiração e entonação ajustadas por Aderaldo.

E muito mais se viu na primeira aula, que terminou com Anderson Carlos, auxiliar de leitura da biblioteca, interpretando um cordel de sua própria autoria. Fique por dentro de nossa programação de atividades e inscreva-se em um curso do seu interesse. Saiba mais, clicando aqui.

 

 

 

Compartilhe

Deixe um Comentário