Oficina de tecnologia para o público +60

0

“Todo mundo já se conectou no wifi?”, perguntou Camila Alexandrino, tutora da Oficina de Smartphones e Redes Sociais voltada para o público +60. Foi assim que começou a penúltima aula do mês de julho da atividade, realizada nesta quarta-feira, 27. A medida que a aula seguia, um dos alunos disse para a professora: “acho que você falou grego para mim”, brincou o aposentado Scheibe Bonifácio. Entre risadas e explicações, o clima da aula foi leve e divertido, onde alunos e professores trocavam experiências e aprendiam cada um à sua maneira.

A ação da Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) integra o programa permanente Tecnologia Dia a Dia e acontece todos os meses no equipamento cultural, nas quartas e sextas-feiras. O objetivo é ensinar o público com mais de 60 anos os primeiros passos para usar os telefones inteligentes, dando autonomia para eles entenderem o funcionamento destes dispositivos.

No dia, a aula foi sobre como usar o e-mail no celular, mostrando em como mexer nos três principais serviços do mundo: o Hotmail e Outlook, da Microsoft, o Yahoo! Mail, da Yahoo!, e o Gmail, do Google. Para ilustrar as explicações, os alunos tiveram que botar a mão na massa. Aprenderam não somente a escrever um e-mail, bem como enviar, anexar, deletar, recuperar uma mensagem deletada e também esvaziar a lixeira. A tarefa de casa era enviar um e-mail com uma foto para a professora, preenchendo todos os campos: endereço, assunto e corpo de texto.

Além da prática com e-mails, os alunos também aprendem serviços como o Facebook, WhatsApp e Google, além de funcionalidades básicas dos celulares, como configurar uma hora específica no despertador ou encontrar um contato na agenda telefônica. Na oficina, os tutores explicam as diferenças entre os sistemas operacionais Android, com variadas marcas e modelos, e o iOS, da Apple. No final da aula, um bônus: os alunos descobriram como fazer uma busca por gifs de gatos e cachorros em sites como o BuzzFeed. “Ai que fofura”, disse uma das participantes.

Para Maria Cecília Cianciaruso, as aulas na BVL foram muito válidas. Ela achou a biblioteca quando procurava um grupo de leitura e recebeu um e-mail com a programação da oficina. Interessada, acha a ideia ótima, mas sugere uma maior carga horária. “A gente precisa treinar mais para entender melhor como funciona”, disse ela, que esqueceu de fazer a tarefa da aula anterior: testar o Waze no trânsito. Scheibe, que estava achando tudo grego, concorda que é necessário exercitar o uso do smartphone em casa, mas afirma que não tem internet fora da biblioteca. “A internet devia ser como o rádio: de graça para todo mundo”, filosofa.

A próxima aula da Oficina de Smartphones e Redes Sociais vai explicar o funcionamento do You Tube e vídeos na internet. Em agosto, as aulas da nova turma começam no dia 3 e vão até o dia 26. Inscrições por e-mail (agenda@bvl.org.br) ou no balcão de atendimento da biblioteca, até o dia 29 de julho.

Compartilhe

Deixe um Comentário

três × 4 =