Oficina de ilustração trabalha a leveza e a poesia na condução dos traços

0

A leveza dos traços e a poesia das imagens chamaram a atenção nos trabalhos produzidos durante a Oficina de Ilustração e Sumiê na BVL, no domingo, 24 de novembro. A atividade, conduzida pela artista Lúcia Hiratsuka, começou com exercícios que testaram a força das pinceladas no papel. Os tons de cinza e o preto contrastando com o papel branco foram dando as formas desejadas a cada impressão do pincel nas folhas. Lúcia conduziu a experiência, delicadamente, salientando este ou aquele aspecto como sugestão de ajuste nas criações de cada um dos cerca de 20 participantes da oficina.

Foto: Equipe SP Leituras.

Foto: Equipe SP Leituras.

Tudo começou com a apresentação dos materiais (inclusive do sumi – tinta de fuligem vegetal) e da técnica oriental sumiê, que é caracterizada pela fluidez das pinceladas que nascem da observação da natureza. Aos poucos, bambus foram “nascendo” nas folhas brancas de quem arriscava as primeiras tentativas. As experimentações de alguns avançaram para o desenho de flores e até pássaros e peixes. A introdução das cores também deu-se na segunda metade da oficina.

A observação da natureza é extremamente importante como fonte de inspiração para a arte apresentada por Lúcia. Os exercícios contaram com folhas e flores secas espalhadas pelas mesas para que os participantes pudessem utilizar como exemplos para as criações.

Foto: Equipe SP Leituras.

Foto: Equipe SP Leituras.

Foto: Equipe SP Leituras.

Foto: Equipe SP Leituras.

Confira um pouco do que foi produzido e do processo pelo qual os participantes passaram em cada etapa da oficina, a seguir.

Resultados

Vários dos participantes da atividade já conheciam as criações de Lúcia e/ou a técnica. Luciana, Olívia e Guillermo são de Porto Alegre (RS), estavam passando o fim de semana na capital paulista e aproveitaram para incrementar os conhecimentos sobre a arte. Cris segue a artista nas mídias sociais e não perde oportunidades de exercitar as pinceladas em oficinas como a da BVL. Na de domingo, aproveitou para avançar na técnica, arriscando traços de peixes e aves.

 

Experimente

Quer experimentar a técnica em casa? Veja alguns dos exemplos de exercícios – e criações – realizados durante a oficina com Lúcia. E, claro, fica aqui a dica de também ler os livros que contam com ilustrações de Lúcia Hiratsuka como “A visita” e  “Lin e o outro lado do bambuzal” (alguns deles estão disponíveis em nossa biblioteca).

Compartilhe

Deixe um Comentário