O dia de Julio (Gilbert Hernandez)

0

capa_o_dia_de_julioTudo começa no ano 1900, com o choro de um recém-nascido, e termina cem páginas depois, no ano 2000, com os últimos suspiros de um homem de 100 anos. A criança e o velho são, ambos, Julio, e O dia de Julio, de Gilbert Hernandez (originalmente serializado em Love and Rockets Vol. 2, mas nunca completado até agora), é sua última graphic novel, uma obra-prima narrativa elíptica e emocional que traça uma vida – de fato, um século em uma vida humana – em uma série de vinhetas cuidadosamente trabalhadas, sempre surpreendentes e cativantes. Há esperança e alegria, há perseguição e luto, há guerra (muita guerra – trata-se, afinal, do século XX), há amor, há corações partidos. Esta é uma história singular e autônoma que contribui para sedimentar a posição de Hernandez como um dos mais importantes e originais cartunistas deste século, ou de qualquer outro.

Compartilhe

Deixe um Comentário