Listinha dos livros mais emprestados de setembro!

0

Infantil (0 -11 anos)

1º – Como combater a fúria de um dragão, de Cressida Cowell.

capa_como_combater_a_furia_de_um_dragaoSoluço Spantosicus Strondus III morava na pequena Ilha de Berk com um dragão de caça chamado Banguela e um dragão de montaria chamado Caminhante do Vento, em um mundo repleto de dragões. Apesar de pequeno e magricela, era um dos poucos capaz de falar a língua dos dragões. Um dia, libertou sem querer um enorme Dragão-marinho conhecido como dragão Furioso, que estava acorrentado havia mais de cem anos. Esse dragão deu início a uma Rebelião com a intenção de exterminar todos os humanos, e por isso homens e dragões entraram em guerra. Agora o combate caminha para o seu fim. Quando os últimos raios de sol desaparecerem no horizonte, humanos e dragões travarão a Batalha Final pela sobrevivência. Como combater a fúria de um dragão começa no Dia do Juízo Final de Yule. Alvin, o Traiçoeiro, está prestes a ser coroado Rei do Oeste Mais Selvagem na ilha do Amanhã, e ele planeja começar seu reinado de terror com a extinção de todos os dragões. Para impedir esse acontecimento trágico, Soluço precisa provar que é o verdadeiro Rei, ser coroado no lugar de Alvin, enfrentar o dragão Furioso e salvar os Vikings e os dragões. Tudo seria um pouco mais fácil se nosso Herói não tivesse perdido a memória e conseguisse lembrar quem ele é… Repleto de divertidas ilustrações, ação, humor e uma mensagem inspiradora, Como combater a fúria de um dragão segue à risca a receita de sucesso dos outros livros da série. A série Como treinar o seu dragão soma mais de 750 mil exemplares vendidos no Brasil.

2º – Um abraço passo a passo, de Tino Freitas.

capa_um_abraco_passo_a_passoDentro do público infantil, há um grupo bastante específico, que merece uma atenção redobrada: o dos leitores em fase de alfabetização. É justamente a essa turminha especial que o novo livro do jornalista Tino Freitas e da ilustradora Jana Glatt é destinado. Em ”Um abraço passo a passo”, as crianças embarcam na aventura de um bebê que está aprendendo a andar. O texto apresenta uma linguagem simples, composta por palavras do cotidiano das crianças, como números, animais e membros da família. Ilustrações de cores vibrantes tomam conta das páginas inteiras, contribuindo para chamar a atenção da garotada. Para tanto, Jana Glatt usou aquarela, tinta acrílica e lápis de cor.

 

Juvenil (12 -17 anos)

1º – Harry Potter e a câmara secreta, de J. K.  Rowling.

capa_harry_potter_e_a_camera_secretaDepois de férias aborrecidas na casa dos tios trouxas, está na hora de Harry Potter voltar a estudar. Coisas acontecem, no entanto, para dificultar o regresso de Harry. Persistente e astuto, o herói não se deixa intimidar pelos obstáculos e, com a ajuda dos fiéis amigos Weasley, começa o ano letivo na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. As novidades não são poucas. Novos colegas, novos professores, muitas e boas descobertas e um grande e perigosos desafio. Alguém ou alguma coisa ameaça a segurança e a tranquilidade dos membros de Hogwarts.

2º – Sandman e a guerra dos sonhos, de William Joyce.

capa_sandman_e_a_guerra_dos_sohosSérie de aventura e fantasia protagonizada por Papai Noel, Coelho da Páscoa, pela Fada do Dente e agora pelo Homem de Areia (Sandman, em inglês, ou João Pestana, na tradição de Portugal), Os Guardiões resgata histórias passadas de geração em geração em diversas culturas com inventividade e belas ilustrações. No quarto livro da coleção, a jovem Katherine foi levado pelo temido Breu e agora está presa em um mundo de pesadelos. Mas existe alguém que pode ajudar. Sanderson Soneca é pequenino e está sempre sonolento, mas é esperto, forte, silencioso e tem a incrível habilidade de usar a areia de várias maneiras. Capitão de uma estrela cadente, ele é o reforço que os Guardiões precisam para trazer Katherine de volta e manter as crianças do mundo a salvo dos terríveis sonhos causados por Breu. Será que ele vencerá seu próprio sono e se juntará aos Guardiões na luta contra o mal?

 

Adulto (+ 18 anos)

1º – Vida secas, de Graciliano Ramos.

capa_vidas_secasVidas secas, lançado originalmente em 1938, é o romance em que mestre Graciliano ― tão meticuloso que chegava a comparecer à gráfica no momento em que o livro entrava no prelo, para checar se a revisão não haveria interferido em seu texto ― alcança o máximo da expressão que vinha buscando em sua prosa. O que impulsiona os personagens é a seca, áspera e cruel, e paradoxalmente a ligação telúrica, afetiva, que expõe naqueles seres em retirada, à procura de meios de sobrevivência e um futuro.

2º – Mayombe, de Pepetela.

capa_mayombePublicado originalmente em 1980, Mayombe foi escrito durante a participação de Pepetela na guerra de libertação de Angola, e retrata o cotidiano dos guerrilheiros do MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola) em luta contra as tropas portuguesas. O romance inova ao abordar não somente as ações, mas os sentimentos e reflexões daquele grupo, as contradições e conflitos que permeavam sua organização e as relações estabelecidas entre pessoas que buscavam construir uma nova Angola livre da colonização.

 

Compartilhe

Deixe um Comentário