/ governosp

Leitura ao Pé do Ouvido apresenta readaptação da poesia “Canção do Exílio”

0

O Leitura ao Pé do Ouvido apresenta trecho da poesia “Canção do Exílio”, readaptada por Casimiro de Abreu. O texto original é de Gonçalves Dias, Casimiro apenas acrescentou referências de sua infância à figura materna e trocou a palavra “palmeiras” por “laranjeiras”. Escute aqui o trecho que selecionamos para você! 

Gostou?

Acesse a obra completa em formato digital. Clique aqui e boa leitura!

Trecho lido:

Se eu tenho de morrer na flor dos anos, 
Meu Deus! não seja já; 
Eu quero ouvir na laranjeira, à tarde, 
Cantar o sabiá! 

Meu Deus, eu sinto e tu bem vês que eu morro 
Respirando este ar; 
Faz que eu viva, Senhor! -me de novo 
Os gozos do meu lar! 

O país estrangeiro mais belezas 
Do que a pátria, não tem; 
E este mundo não vale um só dos beijos 
Tão doces duma mãe! 

Dá-me os sítios gentis onde eu brincava
Lá na quadra infantil; 
Dá que eu veja uma vez o céu da pátria, 
O céu do meu Brasil! 

Se eu tenho de morrer na flor dos anos,
Meu Deus! não seja já! 
Eu quero ouvir na laranjeira, à tarde, 
Cantar o sabiá! 

Compartilhe

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC