Do frevo ao manguebeat (José Teles)

0

Nesse livro, segundo Tárik de Souza, o jornalista pernambucano José Teles documenta a efervescência cultural do estado que – com Chico Science, Mundo Livre S. A. & cia. – voltou a dar as cartas no tabuleiro da MPB, depois de ter exportado o frevo, o baião de Luiz Gonzaga e a fusão com as guitarras da era Alceu Valença.

Compartilhe

Deixe um Comentário

dez − um =