/ governosp

Curso básico de Libras online promove inclusão e muitos aprendizados

0

Os primeiros encontros online do Curso Básico de Libras – Língua Brasileira de Sinais foram realizados no início de dezembro. Ministrada pelas professoras Sabrina Caires de Garcia e Fernanda Vanessa Alves Ribeiro, a oficina proporcionou uma reflexão sobre a importância deste aprendizado. O objetivo de promover a aproximação entre os universos da pessoa surda e ouvinte, trazendo aos participantes a conscientização do papel de cada um na inclusão social de todos, foi alcançado logo no primeiro dia.

Professora de LIBRAS e ouvinte, Sabrina conduziu o curso utilizando os sinais e a oralidade. Por sua vez, a professora Fernanda é surda oralizada e, então, a turma precisou, logo de início, se ajustar a uma nova dinâmica de comunicação para que tudo e todos fossem compreendidos. 

Os conteúdos permearam temas como inclusão, cultura, expressões faciais, o cotidiano e o alfabeto, entre outros. Exercícios e dinâmicas  foram essenciais para garantir o aprendizado da turma. Entre teoria, vocabulário, diálogo e muita atenção das professoras para corrigir os alunos, todos foram assimilando as instruções em um silêncio marcado pelas descobertas. Amanhã, dia 11 de dezembro, às 14h, acontecerá o último encontro, garantindo que os participantes tenham conseguido desenvolver competências básicas em Libras.

Saiba mais sobre as professoras:

 Sabrina Caires é intérprete de Libras, professora, atriz e diretora teatral. Pós-Graduada em Libras (Língua brasileira de sinais) com tema de pesquisa “O teatro como forma de auxiliar o surdo na inclusão cultural”. É intérprete de Libras há 10 anos, leciona na Faculdade Paulista de Artes, na FAPSS São Caetano e na Faculdade Mozarteum. Fundadora da Cia Arte Raiz e diretora do espetáculo “O resto é silêncio”, espetáculo bilíngue (Português e Libras).

Fernanda Ribeiro é pedagoga, professora de libras para ouvintes(l2) e surdos (l1) e intérprete. Pós Graduanda em Libras e educação especial, leciona na Fundação ABC e desenvolveu trabalhos como professora de libras nas seguintes instituições: Wallace Cockrane Simonsen, Anhanguera Educacional S.A, ADEFAV-Centro de Recursos em Deficiência, Prefeitura Municipal de São Bernardo do Campo (Cenforpe) e Instituto Escola da Educação dos Surdos – SELI. 

 

 

 

Compartilhe

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC