Clubes de Leitura virtuais da BVL e da BSP são destaque no Estadão

0
Detalhe da capa do caderno Quarentena, do Estadão

Detalhe da capa do caderno Quarentena, do Estadão

Em tempos de pandemia, de combate à Covid-19 e de confinamento, os Clubes de Leitura virtuais têm ganhado força e adesão das pessoas. Este é o tema da reportagem de capa do caderno Quarentena, do jornal O Estado de S. Paulo, nesta quarta, 24 de junho. Os encontros online para a discussão de livros nas programações das bibliotecas de São Paulo e Parque Villa-Lobos, ambas geridas pela SP Leituras, foram citados no texto da repórter Maria Fernanda Rodrigues – leia no site do jornal, apenas para assinantes.

A reportagem traz também uma análise de Pierre Ruprecht, diretor-executivo da SP Leituras, sobre esse aumento na popularidade dos clubes de leitura: “Por causa dessa gigantesca disrupção que a pandemia provocou, as pessoas aproveitaram o momento para tentar responder a perguntas que não conseguiam antes. Elas estão se dando o direito de experimentar coisas novas – e a leitura compartilhada é uma delas. As pessoas estão buscando a leitura e a leitura tem se revelado uma possibilidade muito rica de as pessoas se repensarem. Isso tem a ver com esses tempos.”

Dona Alice Seixas, frequentadora assídua do Clube de Leitura da BSP, falou sobre a possibilidade de poder participar do encontro do Paraná, para onde foi nesse período de quarentena, com o intuito de ajudar a filha: “Ler é muito solitário. Quando você lê sabendo que vai compartilhar a sua experiência, acaba lendo com outros olhos. E ouve o que os outros apresentam. Isso nos estimula e enriquece. Nesse momento, é ainda mais importante”.

SP Leituras – Associação Paulista de Bibliotecas e Leitura comemora este mês uma década de atividades. A organização social sem fins lucrativos é responsável pela gestão da Biblioteca de São Paulo (BSP), no Parque da Juventude, e da Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL), no parque homônimo – ambas na capital paulista. E coordena também o Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas (SisEB), que atualiza acervos e qualifica equipes de bibliotecas de cerca de 600 municípios do Estado. As iniciativas estão ligadas à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e são coordenadas pela Unidade de Difusão Cultural, Bibliotecas e Leitura (UDBL).

Capa do caderno Quarentena, do Estadão

Capa do caderno Quarentena, do Estadão

Compartilhe

Deixe um Comentário