Clube de Leitura de Junho

2

Nesta sexta-feira, 24 de junho, a Biblioteca Parque Villa-Lobos (BVL) promoveu o Clube de Leitura sobre o livro As rãs, de Mo Yan, escritor que ganhou o Prêmio Nobel de Literatura em 2012. Os leitores da obra dizem que ela é cheia de contradições, assim como a China, país natal do premiado autor internacional.

Um dos pontos ressaltados é a diferença entre o bem coletivo e o bem individual. Em tempo: o título conta a história de uma médica obstetra e virou ‘aborteira’, ou seja, que uma assassina de fetos que seguiu à risca a política de filho único daquele país. A protagonista chegou a fazer um aborto de uma mulher com uma gravidez de sete meses; ou seja, ela sabia que a paciente iria morrer no procedimento, mas nem por isso deixou de acreditar na ideologia.

E como era a propaganda chinesa da Revolução Cultural? Um dos pilares era acabar com os quatro velhos vícios: a velha cultura, as velhas ideias, os velhos costumes e os velhos hábitos. Como autor, Mo Yan mostra com muito lirismo as injustiças da lei de filho único e faz a seguinte pergunta: se algo é bom, qual o preço para colocá-lo em prática?

Com tudo isso posto, pode-se pensar que se trata de uma obra pesada. Pelo contrário. O livro tem muito humor e escárnio. Dividido em cinco partes, as quatro primeiras são cartas que o narrador escreve para seu mestre. A quinta flerta com o realismo fantástico e é uma peça de teatro que narra a trama de maneira alucinada e exótica, tornando este relato de uma aldeia no interior agrícola da China numa obra universal.

Em julho, a obra selecionada é Não verás país nenhum, escolhida para celebrar os 80 anos do escritor brasileiro Ignácio de Loyola Brandão. A atividade acontece na sexta-feira, 29, às 15 horas.

Compartilhe

2 Comentários

    • Rosaly, claro que pode vir, sim. Em julho, o encontro será no dia 29, às 15h. Será discutido o livro “Não verás país nenhum”, de Ignácio de Loyola Brandão.

Deixe um Comentário

catorze + treze =