/ governosp

Professora de xadrez comenta participação em aula especial online

0

As aulas online de xadrez, realizadas em junho na página do Facebook da Biblioteca Parque Villa-Lobos, contaram, ao final, com participação especial da professora Liziane Nathália Vicenzi. Comandada pelo MF Adriano Caldeira, a atividade foi direcionada aos jogadores iniciantes e de nível intermediário na BVL e a convidada compartilhou dicas na última das sessões. A programação virtual da Biblioteca de São Paulo também contou com a iniciativa (clique aqui para conferir).

 Na BVL, as aulas contemplaram as regras e o objetivo do jogo, o xeque-mate e os casos de empate, exercícios de mate em 1 e com mates na oitava fileira, além dos elementares. Liziane participou da específica sobre os movimentos de abertura. “Achei a iniciativa maravilhosa! A ideia das aulas ao vivo em vídeo foi excelente já que é uma maneira que facilita o aprendizado, é lúdica, promove interação e a aula pode ser assistida novamente para reforçar algum conceito ou novo ensinamento”, comenta ela que também é professora na área.

Liziane, que mora atualmente em Santa Catarina, tem acompanhado as redes sociais das bibliotecas (“ambas as páginas possuem uma excelente divulgação e valorização cultural em seus conteúdos”) e pretende conhecê-las quando visitar São Paulo depois que a pandemia passar. Na opinião dela, o xadrez tem sido ainda mais valorizado neste período de isolamento. “Acredito que atividades no meio digital foram impulsionadas e que serão uma realidade cada vez mais constante. O xadrez possui um diferencial em relação a outros esportes. já que a sua prática se manteve de forma online e qualquer um pode aprender e praticar em qualquer lugar do mundo. Na minha opinião, o xadrez é transformador de vidas, porque todas as pessoas que conheço que aprenderam xadrez foram transformadas de algumas forma – e a maioria delas para melhor. Considero o xadrez um esporte que ajuda na tomada de decisões, na disciplina e constância, exercita a paciência e, no meu caso, auxilia até na autoestima porque realmente preciso confiar muito em mim mesma para manter a persistência e espírito de luta durante as partidas”, explica.

Atualmente, a professora começou um Doutorado em Educação na UFSC e o projeto de tese versa sobre xadrez, mulheres e jornalismo. De olho na programação de jogos pelo Brasil, Liziane tem como principal meta sempre a participação nos JASC (Jogos Abertos de Santa Catarina), que disputa representando a equipe de Florianópolis. “Pretendo continuar treinando e estudando xadrez já que é uma das maiores paixões da minha vida!”, conclui ela, que pode ser vista dando as explicações da última aula das sessões da BVL em vídeo a seguir:

Quer conferir todas as aulas online realizadas na BVL sobre xadrez? Confira, clicando aqui. E fique sempre atento em nossas mídias sociais porque muito mais está por vir. Para curtir nossa página no Facebook, acesse: https://www.facebook.com/BVLbiblioteca/. O Instagram é o @BVLbiblioteca. Vale lembrar que as atividades presenciais continuam suspensas nas duas bibliotecas.

Reprodução.

Reprodução.

Compartilhe

Deixe um Comentário

Ouvidoria Transparência SIC
Doe Máscaras